”Próxima reunião da Câmara Temática às 19 horas, Casa da Cultura”

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Adendo II - Lei Municipal de Incentivos à Cultura


LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA, AO DESPORTO, PRESERVAÇÃO E MANUTENÇÃO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E CULTURAL DO MUNICÍPIO DE RIO BRANCO – LEI Nº 1.324/99

EDITAL 1/2011

ADENDO II


A Diretora Presidente da Fundação Municipal de Cultura Garibaldi Brasil, Eurilinda Maria Gomes de Figueiredo, por meio do presente instrumento torna pública a inclusão do Item 24 ao Edital 2011 da Lei nº 1.324/99.

24. Da Impugnação:

24.1. Os pedidos de impugnação do Edital 2011 podem ser feitos por um proponente participante do certame ou por qualquer cidadão.

24.2. O pedido de impugnação deve ser encaminhado ao Gabinete da Fundação Municipal de Cultura Garibaldi Brasil, direcionado à Instância de Recurso constituída no âmbito do III Fórum Setorial Integrado, I Extraordinário, do Conselho Municipal de Políticas Culturais – CMPC e do Conselho Municipal de Esporte e Lazer – COMEL, realizado no dia 19 de julho de 2011.

24.3. Os pedidos poderão ser feitos até o dia 29 de julho, data que antecede a abertura dos envelopes de habilitação pelas Comissões de Avaliação de Projetos.

24.4. Os pedidos de impugnação serão respondidos no prazo de três dias úteis, contados a partir do prazo final para o recebimento.

Rio Branco, 20 de julho de 2011.

Eurilinda Maria Gomes Figueiredo
Diretora Presidente
Fundação Municipal de Cultura Garibaldi Brasil

quinta-feira, 28 de julho de 2011

O Anel Viário Irineu Serra

 Texto escrito pelo Dr. Jair Facundes, Juiz Federal. Fala sobre meio ambiente, política, cidadania e desenvolvimento urbano.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Moradores do Irineu Serra querem proibir passagem de caminhões

Lixo nas margens da estrada, ocupação urbana desordenada, tráfego intenso de caminhões e carretas e incêndios. Estes são alguns dos problemas enfrentados pela comunidade Alto Santo, instalada na Estrada Irineu Serra há mais de 70 anos. Nesta semana, moradores abriram uma vala na via de acesso à Área de Proteção Ambiental (APA) Raimundo Irineu Serra para impedir a passagem de caminhões carregados de madeira e gado.
Leia mais em A Gazeta.

terça-feira, 19 de julho de 2011

No Acre, como se fosse a primeira vez

Por Edson Lodi
Abro os olhos no salão do bailado do centro fundado por mestre Raimundo Irineu Serra. Vejo homens, mulheres, jovens e algumas crianças a cantar, a tocar maracá e a bailar com o corpo e com o espírito iluminado pela luz do Daime. Tudo é tão singelo e ao mesmo tempo tão sério que tenho a impressão de que retorno a um tempo imemorial, em que Deus ensinava pela música e pelo movimento das verdes palmeiras tocadas pela brisa serena.

Do outro lado do salão, uma senhora observa a tudo e a todos. Semblante calmo e olhar profundo. Talvez tenha saudades das noites em que os maracás também soavam e de mestre Irineu, seu esposo e guia espiritual; que, mesmo sendo tão alto, tinha a missão mais elevada ainda. Leia mais no Blog do Altino Machado.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Era verde, meu Reino...

APARIS

APARIS

Enquanto isto, pertinho dali, prestava-se merecidas homenagens a Dignitária do CICLU-Alto Santo, Peregrina Gomes Serra, pela passagem de seu aniversário.

Mestre Conselheiro Antonio Geraldo da Silva, 11 anos de sua passagem

O Centro Espírita Daniel Pereira de Mattos, por seu presidente Antonio Geraldo Filho, convida a todos para o trabalho em homenagem ao 11º ano de passagem do Mestre Conselheiro Antonio Geraldo da Silva, que será realizado na colônia da Comunidade no próximo dia 29 de julho. Vejam o convite.

50 anos da UDV

Moisés Diniz: Ayahuasca

Utilizar ayahuasca na Amazônia é beber do próprio poço de nossa ancestralidade e da magia que representa a nossa milenar resistência.
O líder do governo na Aleac, deputado Moisés Diniz (PCdoB), foi um dos parlamentares que fez o uso da tribuna da Assembleia Legislativa nesta terça-feira, 12, durante sessão solene em alusão aos 50 anos da União do Vegetal. Em seu pronunciamento Moisés explicou que o termo Ayahuasca é de origem quéchua e significa “vinho das almas” ou “cipó dos mortos”.

“Designa o chá feito pelo cozimento de duas plantas originárias da floresta amazônica: o cipó jagube ou mariri (Banisteriopsis Caapi) e as folhas da rainha ou chacrona (Psychotria Viridis)”.

Boletim Cultura RB nº 09, de 14.07.2011

Olá, Conselheiros e Conselheiras!

A Edição 09 do nosso Boletim Virtual vem recheada de informações importantes para todos. 
Primeiro convidamos vocês a participarem do III Fórum Setorial Integrado, para discutir o edital do Fundo Municipal de Cultura 2011. 

E trazemos informações sobre o novo Edital da Lei de Incentivo à Cultura.

Boa leitura! 
Até a próxima. 
Setor de Comunicação da Fundação Municipal de Cultura Garibaldi Brasil
Helder Cavalcante Jr - (68)9975-3634
Emanuelly Falqueto - (68)9202-2275
Telefone: 3224-7941

E-mail:
fgb.comunicacao@gmail.com
http://culturarb.blogspot.com
http://twitter.com/fgbculturarb

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Sessão Solene da Câmara dos Deputados em homenagem aos 50 anos da UDV

A Câmara dos Deputados realizou hoje, 11.07, uma Sessão Solene em homenagem aos 50 anos do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal - UDV. A homenagem decorreu de uma proposição da Deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC) e do Deputados Wolney Queiroz Maciel (PDT-PE).

Lembrando que amanhã, 12.07, a partir das 10 horas, a Assembléia Legislativa do Estado do Acre realiza também uma Sessão Solene em homenagem a UDV pelos seus 50 anos de existência. Todos estão convidados a assistí-la.

Abaixo os vídeos dos pronunciamentos durante a Sessão Solene, assista.

domingo, 10 de julho de 2011

Governador promete respeitar decisão dos moradores da Área de Proteção Ambiental Raimundo Irineu Serra



Dia 09/07/2011, na sede do Centro de Iluminação Cristã Luz Universal - CICLU Alto Santo, aconteceu reunião de apresentação e consulta (não deliberativa) com a população da comunidade conhecida como Vila Irineu Serra, onde se concentram a maioria dos Centros daimistas seguidores do Mestre Raimundo Irineu Serra, presentes em Rio Branco.

A região é considerada Patrimônio Cultural Estadual e Municipal e é decretada como Área de Proteção Ambiental Raimundo Irineu Serra - APARIS.

Com direito a perguntas e colocações de grande parte dos presentes, a comunidade deixou claro que, por quase unanimidade, não é a favor da construção de anel viário no coração da comunidade da APARIS.

Com destaques para discursos empolgantes, como o do Sr. Francisco Hipólito de Araújo, dirigente da Casa de Jesus Fonte de Luz - Centro seguidor do Mestre Daniel Pereira de Matos (conhecido como barquinha), onde destacou as dificuldades vividas desde que a cidade "engoliu" o espaço do centro, onde antes era zona rural e de floresta.

Muitos outros deixaram suas opiniões e colocações de considerável relevância, mas evito aqui enumerar para não cometer a falha de esquecer um ou outro.

A decisão não foi tomada. Mas a opinião da comunidade ficou mais do que clara para o Diretor Geral do DERACRE, Ex. Sr. Marcos Alexandre.

Sobre a reunião, o jornalista Altino Machado escreveu:

"O governador Tião Viana (PT) e sua equipe agiram com sensataz política ao transferirem para os moradores a decisão de aceitar ou não que a Área de Proteção Ambiental Raimundo Irineu Serra, onde se originou a doutrina do Daime, se tornasse rota do Anel Viário de Rio Branco.

O diretor do Departamento de Estradas de Rodagem do Acre, Marcos Alexandre, apresentou nesta sábado (9) o projeto de R$ 20 milhões para urbanização da Estrada Raimundo Irineu Serra."

Continue lendo a matéria, clicando aqui no blog do Altino.


quinta-feira, 7 de julho de 2011

Edital 2011 da Lei de Incentivo foi anulado

Em Fórum Setorial Integrado, conselheiros discutem e deliberam alterações no edital e calendário para novo processo administrativo.
Por Helder Cavalcante Jr.

Durante o II Fórum Setorial Integrado do Conselho Municipal de Políticas Culturais – CMPC e Conselho Municipal de Esporte e Lazer – COMEL, realizado na última terça-feira, 5, no Cine Teatro Recreio, a Fundação Municipal de Cultura Garibaldi Brasil – FGB anunciou e pactuou com a Plenária a anulação do Edital 2011 da Lei de Incentivo à Cultura. Apesar de a pauta inicial ser destinada a discutir o Fundo Municipal de Cultura, a diretora-presidente da FGB, Eurilinda Figueiredo, pôs em votação a proposta de mudança na pauta, para debater e deliberar, no âmbito dos Conselhos, sobre os problemas identificados no edital da Lei. Dada a importância e urgência do assunto, a proposta foi aprovada pelos conselheiros presentes.

A Plenária formada por 65 conselheiros de Arte, 57 de Esporte e 74 de Patrimônio Cultural, totalizando 196 conselheiros presentes, mostrou o quanto o movimento cultural amadureceu. O debate ocorreu com tranqüilidade e, até mesmo entre os proponentes de projetos aprovados no edital cancelado presentes no Fórum, houve manifestação de apoio à decisão da FGB, mostrando ética e vontade de acertar junto com a instituição. “Tive meu projeto aprovado no edital cancelado, porém concordo com a atitude da FGB em reconhecer suas falhas e propor a resolução mais ética e transparente possível. Acho que o caminho é este mesmo”, afirma a conselheira da Câmara Temática de Audiovisual do CMPC, Juliana Machado.  Publicado no Blog do Sistema Municipal de Cultura, leia mais.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

6 de Julho. Passagem para a vida espiritual do Mestre Raimundo Irineu Serra


Sociólogo e mestre em Administração pela UFBA. Doutor em Geografia Humana pela Universidade de Salamanca, Espanha. Professor-adjunto do DCHF-UEFS. E-mail: juarezbomfim@uol.com.br

Mestre Raimundo Irineu Serra (15/12/1892 — 06/07/1971). Fundador da Doutrina do Santo Daime.

Testemunhas afirmam que foi às nove horas da manhã de 6 de julho de 1971 que o Mestre Raimundo Irineu Serra Juramidã fez a sua passagem para o mundo espiritual. Assim, o seu hino de número 14 - recebido ainda nos anos 1930 - pode ser visto como um prenúncio sobre o dia e hora do abandono consciente do seu corpo aqui no mundo Terra, para em espírito ir governar o seu Império lá do Astral.

Nos últimos dias do mês de junho de 1971 ele já dava sinais do seu passamento.   

Depoimento de dona Percília Matos da Silva, criada como filha adotiva do Mestre Irineu:   

“Ele, com certeza estava sabendo de sua passagem e sabia que a maior parte não estava preparada. E não era por falta de ensino. Todos sabiam que, quando precisassem de algo, era só correr e perguntar ao Mestre. Todos achavam que nunca haveriam de ficar sem ele”. Leia mais...

Eduardo Farias critica PF por queimar daime junto com drogas

Escrito por João Maurício - jornal Página 20 - 06.07.2011
“Temos que apoiar e elogiar a Polícia Federal, mas tivemos um equívoco por parte dela quando queimou o chá”, afirmou o deputado.

O deputado Eduardo Farias (PCdoB) fez pronunciamento ontem elogiando o trabalho da Polícia Federal no combate ao tráfico de drogas, mas fez uma dura crítica à instituição por ter incinerado certa quantidade de chá do santo daime juntamente com cocaína, maconha e crack. Continue lendo, aqui.

sábado, 2 de julho de 2011

Seminário Patrimônio, Cultura e Cidade - IPHAN-Acre

Convite da Superintendência do Iphan no Acre para participar do Seminário Patrimônio, Cultura e cidade, que será realizado nos dias 05, 06 e 07 de julho próximo no Palácio da Justiça TJAC. Conheça a programação, clique aqui.


Abaixo o release do evento!

O Centro Histórico de Rio Branco será Patrimônio Nacional

A Superintendência do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Acre (Iphan) iniciou estudos para tombar em nível Federal o Centro Histórico de Rio Branco. Com essa ação, prédios com valor histórico para a população acreana como o Casarão e Palácio Rio Branco ficarão protegidos contra a ação do tempo, uma garantia de manutenção dos elementos que permitem compreender a formação da memória, da história e da identidade brasileira a partir dos bens culturais do Acre.

Já foi iniciado um trabalho de articulação interinstitucional, com discussões para ações de registro do patrimônio imaterial, a cultura dos rio-branquenses, e de tombamento do patrimônio material, além de ações de gestão necessárias a cada um desses bens.

O Seminário Patrimônio, Cultura e Cidade será o ponto de partida para a abertura de uma ampla discussão interinstitucional, intergovernamental e com a sociedade civil acerca dos estudos para instrução do processo de Tombamento da área central histórica da capital acreana. A partir dos resultados dessa debate, será apresentado ao Governo Federal o reconhecimento dos atributos como Patrimônio Cultural nacional de parte da cidade de Rio Branco, por meio do Iphan  e, por conseguinte, da canalização de planos e ações específicas que garantam a qualidade do acervo a ser tombado e a manutenção das suas características, que motivaram a proteção.  

Período Econômico da Borracha

Especificamente falando dos prédios do Centro Histórico de Rio Branco, o temário atual de apreensão é traçado a partir do Período Econômico da Borracha e do contexto de criação do Território Federal do Acre.

A constituição física da cidade expõe a significância cultural de sua matéria, que se sobrepõem e coabitam em uma mesma estrutura, ao longo do tempo diversas expressões das sociedades que a edificam. Tanto os aspectos históricos, quanto os arquitetônicos e urbanísticos, assim como os paisagísticos, associados aos diversos eixos temáticos que organizam vetores de apreensão dos bens existentes, representam, enfim, parte integrante do que é o Patrimônio Cultural de quem mora na Capital do Acre.

Ao mesmo tempo, dentro dessa particularidade dos valores culturais de expressão local, julga-se também relevante a sua existência para o sentido de nação brasileira. É neste sentido que o Iphan desenvolve estudos atualmente em todas as capitais dos Estados, por considerar cada cidade guardiã de valores culturais importantes que a conformam como exemplares de unicidade e de distinção.

Seminário: Patrimônio, Cultura e Cidade

Seminário: Patrimônio, Cultura e Cidade será realizado no  Palácio da Justiça ( TJAC ), no dias 05, 06 e 07 de julho de 2011, das 08h30 às 18 horas. No evento terá representantes do corpo técnico do Iphan no Acre, do Iphan em Brasília por meio do Departamento de Patrimônio Material e Fiscalização (Depam), da Coordenação de Educação Patrimonial do Departamento de Articulação e Fomento (Ceduc/DAF). Contará também com representantes da Prefeitura Municipal de Iguape-SP, para relatarem a experiência do processo de tombamento da cidade paulista, será promovida também uma palestra com a participação de uma pesquisadora sobre Arquitetura e Urbanismo no Estado do Acre, além de representantes da Prefeitura Municipal de Rio Branco, para contribuir, com suas explanações, nos estudos sobre o Tombamento já iniciados pela Superintendência Estadual do Acre.

Grupos de discussão

Além das palestras, está prevista a formação de três Grupos de Trabalhos para a discussão e produção em temas específicos: Educação Patrimonial; Valores Patrimoniais da cidade de Rio Branco; e Processo Participativo em Estudos para a Proteção de Centros Históricos.

Aspectos como Política Urbana, Desenvolvimento Urbano, Plano Diretor, desempenho de papeis do Município, Estado e União sobre o mesmo território num planejamento e gestão integrados e compartilhados, gestos participativos, entre tantas outras questões, alinhavadas com o Patrimônio Cultural, serão discutidos durante os 3 (três) dias de Seminário. O evento também propõe a construção conjunta de diretrizes para o prosseguimento das atividades dos estudos para Tombamento da área central histórica de Rio Branco com os participantes do evento.

O intuito deste primeiro momento de discussão aberta é de tornar público o processo iniciado pelo Iphan no Acre e inserir agentes das diversas naturezas e forças contributivas para a continuidade dos Estudos para a Proteção da área central histórica de Rio Branco. Procura-se, com isso, a legitimação e pactuação dessa trajetória, numa construção participativa, integrada e compartilhada para a salvaguarda do Patrimônio Cultural brasileiro.

Contato:
Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN
Superintendência do IPHAN no Acre
Rua Dom Bosco, nº 186 | Bairro Bosque | Rio Branco-AC| CEP 69909-390
T. (68) 3227.9029 | iphan-ac@iphan.gov.br

II Fórum Setorial Integrado 2011

O II Fórum Setorial Integrado do ano de 2011 acontece na próxima semana no dia 5 de julho (terça-feira), às 17h, no Cine Teatro Recreio. Só para lembrarmos, o Fórum Setorial Integrado é uma instância de deliberação do Conselho Municipal de Políticas Culturais (CMPC), que abriga as áreas: de Arte, Patrimônio Cultural e Esporte e Lazer de Rio Branco.

Neste II Fórum Setorial a pauta principal é o Fundo Municipal de Cultura - FMC. Os conselheiros aptos a votar irão decidir sobre o Edital do FMC deste ano. O credenciamento, essencial para quem vota, é a partir das 17h, e às 18h começam os trabalhos do II Fórum. A organização do evento é do Colegiado, Comissão Executiva do CMPC e Fundação Municipal de Cultura Garibaldi Brasil, FGB.

Direto a voto

Só terá direito a voto conselheiros que tiverem participado das últimas três reuniões consecutivas da Câmara Temática que estão cadastrados. Mas, todos os participantes do II Fórum terão direito a voz. Abaixo a transcrição do Regimento que discorre sobre isso:

Título II - Da Participação dos Conselheiros nos Fóruns Setoriais
Art. 44- Para participar das Plenárias dos Fóruns Setoriais, com direito a voz e voto, além de estar inscrito no CCM, os conselheiros deverão ter participado das três últimas reuniões da Câmara Temática correspondente ao seu segmento prioritário de atuação, sejam elas ordinárias ou extraordinárias.
Parágrafo Único – No caso dos fazedores culturais já inscritos no CCM e em atuação no CMPC há mais de seis (6) meses, a ausência justificada não será considerada falta.
I – Terão direito a voto nas Plenárias dos Fóruns Setoriais, apenas os conselheiros que participaram das reuniões das Câmaras Temáticas com a freqüência mencionada acima, observada as disposições do Art. 7 º, Inciso IX, e do Art. 21 deste Regimento.
II – Os fazedores culturais que não estiverem inscritos no CCM, poderão se inscrever no início das Plenárias dos Fóruns Setoriais, porém terão direito somente a voz.

Este processo onde Sociedade Civil discute a construção das políticas públicas culturais é muito importante, e marca registrada do nosso Conselho e de Gestão do Sistema Municipal de Cultura.

Explicado tudo. Agora, é só nos encontrarmos lá, no Cine Teatro Recreio, às 17h para o II Fórum Setorial Integrado.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

O Daime (ayahuasca) não é droga!

A reportagem estampada hoje em quase todos os jornais locais e postada neste blog (veja aqui) e vídeo abaixo deixa-nos todos preocupados, constrangidos e perplexos ante a forma com que a Polícia Federal trata do assunto, associando a ayahuasca (Daime, Hoasca) com drogas ilícitas.

Com preocupação porquanto sentimos que todo trabalho desenvolvido ao longo dos anos, na busca incansável de legitimar o uso ritual e responsável da ayahuasca perante toda a sociedade, através de práticas tradicionais, ordeiras e com respeito às leis, ver “criminalizada” esta prática genuinamente amazônida e maculada a memória dos nossos mestres fundadores de maneira equivocada, considerando tudo que eles representaram na formação moral, social e cultural da história do nosso estado.

Constrangidos ao ver o nome de pessoas de bem, ilustres, honradas e de bons costumes que comungam a santa bebida, a cerca de 50, 60, 70 anos, serem agredidas como se estivem se utilizando de uma prática condenável, ilegal ou inconstitucional.

A associação da ayahuasca com as chamadas drogas proscritas, além de nos constranger, demonstra desconhecimento do trabalho que as comunidades ayahuasqueiras têm prestado à sociedade acreana em termos de assistência social e de formação moral, contribuindo, fortemente, para afastar pessoas da criminalidade e dos vícios e, joga no cesto de papel todo o trabalho que elas, ao longo dos anos, desenvolvem visando manter a prática como de uso responsável, regular e cultural.

Vejo que está na hora de um posicionamento firme das comunidades atingidas, do CONAD – Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas, como órgão regulador e responsável pela regulamentação da bebida em todo território nacional, dos parlamentares acreanos, assim como o governo do Estado, Prefeitura Municipal de Rio Branco e suas respectivas fundações de cultura que assinaram o pedido de registro destas práticas como Patrimônio Imaterial da Cultura Brasileira.

Faço minhas as palavras da Madrinha Chica, em entrevista para TV Aldeia: "O povo diz que o daime é droga, mas ele não é droga, se fosse eu era o quê?, vivia jogando pedras na lua...). A Madrinha recebe a Santa Bebida a aproximadamente 55 anos e o mesmo, certamente, poderia ser dito por muitas outras pessoas, como Dona Peregrina Serra, Dona Neném e tantas outras.

João Guedes Filho é membro do Centro Espírita Obras de Caridade Príncipe Espadarte e articulador da Câmara Temática de Culturas Ayahuasqueiras, do Conselho Municipal de Políticas Culturais do Município de Rio Branco.

Polícia Federal incinera 830 Kg de drogas apreendidas no Acre .

Cocaína, Maconha e Chá do Daime de (Ayahuasca) foram apreendidos em 2010 e 2011.
Foto: Francisco Chagas - Jornal O Rio Branco
A superintendência da polícia federal no Acre, incinerou nesta quinta feira (30/06), na cidade de Rio Branco 830 Kg de drogas. A operação de transporte e incineração do entorpecente contou com mais de 20 agentes fortemente armados da instituição. A droga estava na sede da superintendência da PF e aguardava apenas uma autorização judicial para ser destruída. Entre os produtos entorpecentes incinerados estavam 731, 6 Kg de cocaína, 3,4 kg de maconha e 95 Kg de Chá do Daime (Ayahuasca). A grande quantidade de droga foi apreendida em todo o Estado do Acre, no ano de 2010 e o primeiro semestre de 2011.

Leia mais aqui e nos jornais: A Gazeta e Página 20