”Próxima reunião da Câmara Temática às 19 horas, Casa da Cultura”

sábado, 16 de agosto de 2014

“Manuel Araújo – um amigo da União do Vegetal”

Amanheço lembrando-me de um grande amigo, o padrinho Manuel Araújo, velho pastor da Casa de Jesus – Fonte de Luz, em Rio Branco, AC. Amanhã, 17 de agosto comemora-se o dia de sua alegre partida para os Campos Celestiais.

Em a homenagem e gratidão a ele e aos amigos e fieis da Missão, reproduzo parte de uma crônica “Manuel Araújo – um amigo da União do Vegetal”, publicada em meu livro Estrela da Minha Vida.

“Padrinho Manuel Araújo está enfermo e passa a maior parte do tempo em uma rede branca nos fundos da casa. Com grande emoção para lá me dirijo. De longe, avisto a rede balançando suavemente entre alguns pés de Rainha – leve barquinha impulsionada pela brisa benfazeja, a deslizar no oceano do Criador.

Paro um instante e observo suas claras mãos. Magras e ainda firmes, deixam transparecer a simplicidade, o carinho do algodão, onde estão sobrepostas. Fortes mãos que nunca esmoreceram ao combater os vícios e ao segurar o leme de tantas vidas à deriva. No centro da rede – os olhos no céu preparam o breve voo -, o semblante sereno e manso do padrinho Manuel Araújo espelha humilde o esmero de quem tem as mãos limpas e o coração de ouro.

Os pés de Chacrona - amor de mãe agasalhando o filial coração – o acolhem, cercando-o com suavidade e ternura. Elas, a meus olhos imersos nas águas da gratidão, assemelham-se a um ninho de onde brevemente um pássaro irá voar, em busca da mesma luz.

Tomo a mão de Ana Celeste – leve como a aragem a envolver a Casa de Jesus – e despeço-me de meu amigo. Falamos poucas palavras. Nossos corações sentiam outra linguagem: o ressoar da futura saudade, o que hoje é uma realidade – rede branca a balançar entre verdes folhas.

Ah! Meu coração...