”Próxima reunião da Câmara Temática às 19 horas, Casa da Cultura”

domingo, 9 de dezembro de 2012

A Graça de Maria

Por Edson Lodi

Uma mulher canta
o silêncio está além de minha janela
e nada o perturba
nem mesmo a mulher que canta ao longe.

Lentamente
como se cada nota fosse lapidada
em teclados de pedras e água
a música se apresenta cada vez mais clara
despontando um fino brilho
que alterna e harmoniza tons sobre tons
sustentando
no ar a lembrança do Divino.

A Ave Maria
preenche todos os espaços
Meu coração silencia seus tambores
e ressoa levemente em sintonia
com os compassos da louvação
à Virgem Mãe.

Um diamante cintila no ar
e meu olhar mira em cristais celestiais.

A beleza do céu
a pureza das nuvens
fazem-me imaginar
o Sagrado Manto de Nossa Senhora
tecido com o carinho do mais puro linho
onde agasalhou-se
o recém nascido amor.

Um menino tão pequeno
que em seu destino contém
a grandeza de Deus.
Este menino é nascido puro
no frio orvalho
entre a noite que findava
e o dia em que raiou a nova luz.

A Estrela do Oriente
espelhou seu brilho entre as flores
que exalaram um perfume
até então desconhecido
ainda que esperado.
Este aroma, de raro encanto
penetrou nas fímbrias
do manto de Maria
e ainda hoje
todas as mães o reconhece
- único e singular -
em seus filhos que ao nascerem
renovam o milagre da vida.

A graça de Maria
é Jesus, o bendito fruto da Luz.

O doce olhar de Maria
a contemplar o filho de Deus
revestia-se de pequenas estrelas
onde reluzia
o brilho maior da Estrela do Oriente
que no céu apresentava
o sinal do Salvador.

No olhar do menino Jesus
a dor e o amor
entrelaçavam espinhos e flores.
Os espinhos nascidos
da inconsciência dos homens
e as flores dos jardins
verdejantes e fartos de Seu Reino
para lembrar-lhes a ciência do bem.

Entre o olhar da mãe
e o de seu bendito filho
a pureza permeava o infinito
florescendo
no silêncio da eterna glória
e resplandecendo
a memória do Pai Celestial.
Amor Vivíssimo.

Rio Envira/AM. Lua nova. Dez. 2000.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários neste blog passam por nossa moderação, o que nos confere o direito de publicá-los ou não.

Os textos e conteúdos dos comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam, necessariamente, a opinião deste blog.

Não serão publicados comentários de leitores anônimos ou aqueles considerados moralmente ofensivos, racistas, preconceituosos ou que façam apologia a qualquer tipo de vício ou atos de violência e discriminação.

A reprodução é livre desde que mantido o contexto e mencionado a fonte.