”Próxima reunião da Câmara Temática às 19 horas, Casa da Cultura”

terça-feira, 10 de abril de 2012

Mestre Irineu e a Esfinge Amazônica

Tem algum tempo que tenho vontade de escrever sobre os cem anos da chegada de Raimundo Irineu Serra ao Acre. Mas, enquanto recolho mais informações sobre o tema, trago para a coluna, a partir de hoje, um resumo do texto de apresentação que escrevi ano passado para o importante livro de Paulo Moreira e Edward MacRae: “Eu venho de longe - Mestre Irineu e seus companheiros”.

Recebi o convite de Paulo e Edward para escrever esta apresentação como um imenso desafio. Afinal, como veremos adiante, a tarefa a que se impuseram estes excepcionais pesquisadores é das mais complexas e difíceis de realizar.

D
izer que o Acre, como de resto a própria Amazônia, é muito pouco conhecido ou compreendido pelos brasileiros em geral, seria apenas repetir uma idéia que já se tornou lugar comum no imaginário nacional. Uma idéia que está na origem das muitas brincadeiras e piadas como aquela que afirmava categoricamente que: “O Acre não existe”. Continue lendo no Blog Miolo de Pote de Marcus Vinícius.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários neste blog passam por nossa moderação, o que nos confere o direito de publicá-los ou não.

Os textos e conteúdos dos comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam, necessariamente, a opinião deste blog.

Não serão publicados comentários de leitores anônimos ou aqueles considerados moralmente ofensivos, racistas, preconceituosos ou que façam apologia a qualquer tipo de vício ou atos de violência e discriminação.

A reprodução é livre desde que mantido o contexto e mencionado a fonte.